Paulo Henrique Rodrigues Pinheiro

Blog sobre programação para programadores

Porque Sistemas na Nuvens

O que difere sistemas tradicionais de sistemas nas nuvens?

Original: http://www.resimlersokagi.com/r-surrealist-resimler-144-surrealist-resimler-1937.htm

Aplicações tradicionais exigem grandes estruturas exclusivas para funcionar. Clientes exigem o suporte local necessário, o que obriga ao deslocamento e muito tempo alocado para apenas um cliente.

Sem contar aplicações que em geral exigem uma dada plataforma de hardware, uma dada versão de sistema operacional, uma dada biblioteca de versão antiga...

Aplicações em Nuvem

Atualmente, com as novas tecnologias de estrutura em nuvem (Cloud), há um grande crescimento de aplicações (aplicativos, no caso de smartphones e tablets), que se apoiam em informações armazenadas na Internet.

Mas não em um servidor, e sim em um serviço prestado por especialistas de infraestrutura, em uma infraestrutura que vai além de um datacenter. São dados replicados instantaneamente em múltiplas máquinas, múltiplos datacenters, espalhados em diferentes continentes, com um sistema de cobrança maleável. A isso costuma-se chamar Cloud Computing.

Aplicações ainda mantém alguma dependência em relação a sistemas operacionais, mas já é possível ter aplicações independentes de plataforma, de fornecedor de hardware, independente de sistema operacional. Problemas tradicionais resolvidos na Nuvem

Com a proliferação de pequenos equipamentos conectados à Internet, com boas capacidades gráficas e de processamento, é possível, com as tecnologias de desenvolvimento adequadas, ter os sistemas tradicionais em qualquer lugar em que se esteja, até mesmo no velho computador de mesa.

Pode-se estar visitando um cliente e ter em mãos todo o seu histórico atualizado. Pode-se estar visitando um fornecedor e ter informações importantes sobre outros fornecedores.

A um custo muito acessível, obtém-se capacidade de processamento e armazenamento quase infinitos. E esses custos reduzidos beneficiam os clientes, que contam com segurança e escalabilidade impossíveis de ter em pequenas empresas.

Sistemas de gestão de estoque, clientes, fornecedores, contratos, orçamentos, fluxo de caixa, tracking de encomendas. Os sistemas podem ser pensados para serem usados não por uma empresa, mas por várias empresas, beneficiando-se de uma mesma estrutura, como se fosse apenas sua, com qualidade e segurança.

Você visualiza um problema que pode ser resolvido para muitas empresas ou pessoas? Você pode estar diante de uma boa ideia que pode transformar-se em um sistema SaaS (Software as a Service).


Compartilhe:



Mantenha contato:

e-email twitter github